[ editar artigo]

Crenças limitantes: como superar?

Crenças limitantes: como superar?

Boa tarde
Não compreendo perfeitamente como trabalhar crenças limitantes, tbm precisa achar o evento específico? Por favor, fale um pouco como tratar as crenças. Obrigada

RESPOSTA SONIA NOVINSKY:  Celia,  eu não chamo de crenças limitantes, mas este é meu estilo, eu procuro não julgar o que as pessoas me trazem, mas aceito que você as considere limitantes por algum motivo seu. Porque todo tempo temos crenças que nos protegem de nossos medos. Seria mais fácil se você tivesse nomeado as crenças que quer trabalhar. Crenças e emoções são sempre entrelaçadas, as emoções suscitam crenças e as crenças suscitam emoções. Não ha umas sem as outras. Nem sempre consigo distinguir o que aconteceu primeiro. Crenças são pensamentos que justificam comportamentos, posturas, atitudes e, aderimos a eles como proteção para nossos medos que podem ser resultantes ou podem estar misturados com outras emoções. Nem sempre a crença que bloqueia um progresso é totalmente consciente.  Por exemplo, uma paciente que eu tive há muitos anos tinha sempre a crença que se progredisse profissionalmente, corria riscos de ser humilhada, de não ter uma boa performance. E assim não buscava promoções. A crença não era totalmente consciente, mas quando trabalhamos alguns eventos em que fora humilhada na escola, ridicularizada, sentindo-se completamente sem chão e sem auto estima, a crença se tornou totalmente consciente e pôde ser erradicada e sua assertividade cresceu muito. E foi a luta com menos travas. Sim, a resposta, é precisamos ir para nossos eventos infantis e suas respostas emocionais para podermos nos liberar de crenças e pensamentos que de alguma forma limitam a realizacao de nossos sonhos. Mas é preciso ver claramente a conexào entre estes eventos e os pensamentos semi conscientes muitas vezes.

TODAS AS INFORMAÇÕES SOBRE OS CONTEÚDOS E PREÇOS DOS NOSSOS CURSOS ESTÃO AQUI 

ACADEMIA CLINICA
Ler matéria completa
Indicados para você