[ editar artigo]

EFT ajudando num atendimento inesperado

EFT ajudando num atendimento inesperado

Entrou aqui no escritório uma mulher pequena e gordinha, chorando muito e as assistentes sociais foram atendê-la. Puseram-na sentada em uma cadeira e tentaram conversar para saber o que se passava com ela.

A mulher não falava nada que pudesse ser entendido. As assistentes quiseram levá-la para o Pronto Atendimento, mas ela não quis sair da cadeira. Então foram ligar para o SAMU e ambulância para virem atendê-la. Nesse período fui almoçar na copa ao lado da sala onde estava a mulher. Ela levantou da cadeira em surto com gritos abafados, mas muito fortes e olhava as mãos e gritava, dizia que não agüentava mais. Larguei meu almoço, pequei na minha bolsa o Rescue (Floral de Bach), pinguei  algumas gotas na mão e fui passar na mulher, braços e ombro. Aí comecei uma rodada de tepping na mão direita (mais próxima de mim).

Ela me olhou, mas não reagiu, aceitando minha intervenção. Voltou para a cadeira e sentou-se. Fiz mais uma rodada na mão e pontos da cabeça, rosto, gravata e axila.

Ela pareceu mais calma, mas sempre olhando as mãos. Voltei pro meu almoço.

Em alguns minutos ela voltou a gritar, mais baixo, mas intenso. Fiz mais uma rodada nas mãos e alto da cabeça. Embora ela não falasse, considerei seus sons guturais como se fossem queixas de algo e falava como se apoiasse o que “dizia” e que “aquilo” estava indo embora.

Ela mostrou-se mais calma até a chegada do SAMU e aceitou a intervenção dos enfermeiros, apenas com algum choramingo. Acho que o EFT conseguiu acalmá-la.

Agi certo? Procurei usar a técnica, mas me deixei guiar pelo instinto. Fiquei cansada, mas espero ter ajudado a mulher.

Hoje perguntei sobre ela e disseram que está bem. Trata-se de uma pessoa adulta, mentalmente instável, pouca instrução, muitos traumas,  pouco ou nenhum apoio familiar.

Lembrei que já havia aplicado o tapping numa situação semelhante com outra mulher, que estava sofrendo por ser obrigada a ficar longe da filha criança. Nessa ocasião, também houve uma diminuição do quadro de stress e ela acalmou-se um pouco.

Resposta de Sonia: Parabens Miriam! Voce usou o EFT Tapping intuitivamente para acalmar uma pessoa em estado agônico. Senti que você estava muito conectada com a dor dela e o desespero dela e isso ajudou porque sua ternura acessou o lado espiritual do tapping e ela recebeu sua amorosidade. Uso muito o EFT em casos de stress e agonia. O sistema da pessoa pacifica pelo menos por algum tempo. Os resultados não serão permanentes mas por algumas horas ou dias  ela poderá respirar e talvez venha alguma inspiração de como ela pode se tratar mais a longo prazo. Que bom! Feliz de você poder ter ajudado ela!

BOA NOTÍCIAESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O TREINAMENTO COMPLETO NO EFT OFICIAL. VEJA EM NOSSO SITE 

ACADEMIA CLINICA
Ler matéria completa
Indicados para você