[ editar artigo]

O caminho dos dedinhos: EFT para crianças

O caminho dos dedinhos: EFT para crianças

 

Quando perdemos nossa filha num acidente de motos há um ano e meio, a percepção que tínhamos da vida mudou totalmente, pelo menos para mim. Mas além do sofrimento em comum, a nossa netinha de dois anos e meio, por já ter uma afinidade maior com a gente, ficou em nossa casa e o seu irmãozinho, um ano mais novo, ficou com o pai que mora próximo e preferiu assim. No começo, e até eu iniciar na prática do EFT, ela se apegou profundamente à avó, que passou a chamar de mãe, e qualquer ausência ou se visse a “mãe” tomar algum remédio era motivo para uma demonstração de desespero. Tinha muita dificuldade de pegar no sono e muitas vezes nós adormecíamos com ela acordada vendo desenhos na TV. Aí veio o EFT  e eu passei a aplicar nela a técnica dos dedos, que chamei de "Caminho dos dedinhos". A primeira vez ela relutou em aceitar, mas com cuidado e contando a historia dos dedinhos eu fui aplicando e na sexta rodada ela já estava dormindo. A partir desse dia, ela mesma estira a mão e pede para fazer o caminho dos dedinhos. Aproveitei e passei a falar de sua mãe Aline, como ela a chama e fiquei surpreso com a melhora que ela teve em relação ao apego exagerado a avó. Depois passei a falar sobre o seu dia a dia na escola, alguma desavença que possa ter com os colegas, professora ou até mesmo sobre as reclamações que nós mesmos fazemos e também sobre suas teimosias.  Outro dia fomos no posto de saude por causa de uma febre e ela teve que tomar injeção. Estava muito nervosa e os dedinhos não resolveram, então ela permitiu que eu aplicasse o Tapping. Ficou calminha e permitiu receber a injeção sem problemas. Faço tudo isso na linguagem infantil que ela possa entender. Hoje ela é muito mais liberta, atirada e sempre que sente alguma coisa diz que mesmo assim está legal. Tento, todos os dias, fortalecer o seu amortecedor de emoções e transformá-la numa adulta cujos problemas emocionais sejam resolvidos de forma suave. Como diz nossa querida Sonia Novinsky o sofrimento é o que nos move para adiante.

Comentário de Sonia:  Obrigada,  Francisco pelo comovente relato e que Deus e sua filha esteja protegendo vocês. Sei, por experiencia, como é criar netos em nossa casa de avós e como avós que criam precisam ter generosidade e habilidade infinitas. Para ser tudo e não ser tudo. Para que a verdade possa ser assimilada sem perda do fluxo da vida.


ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA TODOS OS CURSOS DO EFT OFICIAL. VEJA EM NOSSO SITE 

ACADEMIA CLINICA
Ler matéria completa
Indicados para você