[ editar artigo]

Pergunta de aluna: Sobre Timidez

Pergunta de aluna: Sobre Timidez

ALUNA: Sônia, tenho uma dúvida.  Uma paciente tem aversão a timidez. Ela é muito tímida e se sente muito mal com isso desde pequenininha quando não conseguia fazer amizade com as coleguinhas na escola. Seu sonho é ser extrovertida, mas não consegue. E só se frustra.  Tem inveja das pessoas que fazem amigos com facilidade, que expõem suas ideias sem medo, que conversam à vontade com qualquer pessoa. Como fazer com que ela  aceite a timidez com Eft? Ela reluta em enxergar qualquer qualidade em pessoas tímidas.

RESPOSTA  DE SONIA: Aluna querida, a primeira coisa sempre quando alguém vem com uma classificação de si mesma é não aceitar a classificação: Sou tímida, sou feia, sou burra, sou envergonhada, sou lerda, sou fechada, etc. todas estas classificações vem de fora para dentro, no sentido de que é o olho de um observador exterior que vem nomeia, classifica, julga. A primeira coisa a fazer é abandonar essa queixa: estou aqui porque sou tímida.  Não trabalhamos com categorias onde encaixamos as pessoas. E onde elas começam a se encaixar e a se odiar por isso.

Vamos colocar o problema de uma outra forma: o que você sente quando acontece um evento social. o que vc sente quando está no meio das pessoas? Vamos trabalhar nas sensações, sentimentos e emoções que a pessoa sente. Ela não sente que é tímida, ela se julga tímida porque assim que as pessoas a classificam. Não nos interessamos por julgamentos e classificações. É um novo panorama que se abre: podemos pedir que simule a última vez que se sentiu incomodada num evento e pedir que descreva, que conecte com sensações e emoções que sente no corpo, bem como pensamentos, e aí podemos ir fazendo o tapping e ressignificando ao mesmo tempo o ficar quieta, não fazer os outros rirem, etc mostrando como há pessoas maravilhosas, escritores , pintores,  cientistas que sentem também o receio de se expor abertamente. E mostrar como pode ser de muita inteligência se aquentar quando todos tentam se expor. Trabalhar os medos de se expressar, se ela pode conectar estes medos. E por fim ir nos eventos específicos da biografia onde foi de alguma vez reprimida, desprezada, criticada, ou ridicularizada por  ter tentado se expressar. 

O que fazemos é um reenquadre do problema tal como ela traz, e vamos diluindo aos poucos ou rapidamente este julgamento perverso que é chamar o outro de tímido e a pessoa se chamar de tímido. Como uma pessoa que ninguém gosta, que tem vergonha, que não tem o que falar, etc.  

REGRA DO EFT: A NOMEAÇÃO DE UM COMPORTAMENTO COM CONOTAÇÃO NEGATIVA NUNCA É ABORDADO PELO EFT . ABORDAMOS A SUBJETIVIDADE, E POR MEIO DELA A MUDANÇA DE COMPORTAMENTO OCORRE.


TODAS AS INFORMAÇÕES SOBRE OS CONTEÚDOS E PREÇOS DOS NOSSOS CURSOS ESTÃO AQUI 

ACADEMIA CLINICA
Sonia Novinsky
Sonia Novinsky Seguir

Psicoterapeuta . Diretora do Centro Gary Craig de Treinamento em EFT Oficial no Brasil. Atendimento on line e presencial. Supervisão em grupo para EFT Oficial ( tapping e Optimal). Práticas grupais de EFT. Contatos pelo whats: 11999941415

Ler matéria completa
Indicados para você