[ editar artigo]

Sexo do bebê: frustração da mãe! E agora?

Sexo do bebê: frustração da mãe! E agora?

 

Uma estudante do Gold EFT pergunta: 

Bom dia, estou com dúvida em relação à um atendimento. Uma cliente que está grávida (6 meses) tinha como desejo uma menina, porém é um menino. Ela tem medo de que seu bebê sinta essa frustração. De que maneira posso utilizar o tapping nesse caso? Obrigada.

Sonia Novinsky responde:

Querida aluna.  Muitas vezes parece que temos um desejo por um bebê com sexo determinado, menino ou menina. E aí quando se sabe o sexo, vem a frustração. Muito bom que sua cliente está preocupada com o que seu bebê vai sentir. Isto é um bom começo para se tratar e já sinto um início da mãe se abrindo empaticamente para seu bebê e, nesse sentido, começando aceitar que um menino pode ser bom também.

Há uma crença muito arraigada que vem até na afirmação: vou ter um filho.  Na verdade somos um canal para um novo ser vir ao mundo, mas não TEMOS um filho. Um filho nunca será nosso, embora nossas fragilidades nos levem a considerar que o filho é nosso. E se é nosso deveria ser o que nós queremos em termos de sexo.

Eu trabalharia a ressignificação da crença "Eu vou ter um filho" para "Somos um canal que entrega um filho à Vida, em sentido amplo. Oferecemos vida a um filho." São ressignificações difíceis mas verdadeiras e se elas são internalizadas a expectativa por um sexo determinado vai ter muito menos importância. 

Em outros termos, se pudermos ir ressignificando a ideia de que possuímos um filho, que ele vem ao mundo para nos alegrar, nos satisfazer, nos preencher, nos desapegando destas funções que um filho terá para nós, acabou a frustração por não podermos escolher o sexo.

Criar um filho que preencha nossos vazios e expectativas egóicas, que siga nossas ideologias e crenças, que seja nossa propriedade, terá efeitos nocivos para o filho, para nós e para nossa relação com o filho.

O EFT pode ser trabalhado olhando como esta mãe construiu esta expectativa e as crenças que comentei acima e que estão nutrindo esta expectativa de querer uma menina. Eu acho que aí você precisa trabalhar em dois planos: um mais filosófico, como fui colocando acima, e outro mais específico de sua biografia, que faz ela ser prisioneira desta expectativa, ao mesmo tempo controladora, preconceituosa, cheia de medo. Muitas mães querem meninas por medo de enfrentar algo diferente de si, muitas querem para vestir bonitinho e tirar fotos, muitas por medo da solidão, etc.. São as razões biográficas que levam a esta preferência que você vai ter que investigar e trabalhar com o tapping para dissolver reações emocionais a fatos que originaram estas expectativas. Bom trabalho! Com certeza seu trabalho fará muito bem à criança que nascerá.

BOA NOTÍCIAESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O TREINAMENTO COMPLETO NO EFT OFICIAL. VEJA EM NOSSO SITE 

 

 

ACADEMIA CLINICA
Sonia Novinsky
Sonia Novinsky Seguir

Psicoterapeuta . Diretora do Centro Gary Craig de Treinamento em EFT Oficial no Brasil. Atendimento on line e presencial. Supervisão em grupo para EFT Oficial ( tapping e Optimal). Práticas grupais de EFT. Contatos pelo whats: 11999941415

Ler matéria completa
Indicados para você